Porque ter um Trailer?

Alto Paraiso
Araranguá
Aruanã
Atibaia
Bombas
Bombinhas
Brasília
Caldas Novas
Campos do Jordão
Estaleirinho
Florianópolis
Garopaba
Goiânia
Guarda do Embaú
Guaratuba
Itu
Ouro Preto
Pirenópolis
Rio Araguaia
Roma  
Salvador
São J.Del Rey
São Lorenço
Ubatuba/Parati
Sites de Campings

Amigos colaboradores
Vídeos
Sanitário  
Sky no camping

Argentina
Chile
Europa 
Inglaterra 
Itália 
Suíça & França
Uruguai
Viagem Uruguai/Argentina
Super Dicas Cone Sul
Viajando pelo mundo.
Amigos
Aventura
Camping Modelo-Fotos
Campismo desenvolvido
Governo e o Campismo
Hots Links
Manutenção & Dicas
Perguntas & Respostas
Rebocando 
Tacógrafo
Sabedoria
Alimentação Saudável


         



            [ 417858 ]


Tacógrafo e os motorhomes:

Advogados especializados em trânsito, orientam que não é preciso tacógrafo para veículos que NUNCA transportem passageiros pagos.
Mas não é incomum que nas estradas, guardas rodoviários, exijam tacógrafos de veículos de uso exclusivo particular, como os motorhomes.


Vejamos o que está escrito na lei:

RESOLUÇÃO Nº 14/98

Estabelece os equipamentos obrigatórios para a frota de veículos em circulação e dá outras providências.

O Conselho Nacional de Trânsito – CONTRAN, usando da competência que lhe confere o inciso I, do art.12 ,da Lei 9.503, de 23 de setembro de 1997, que instituiu o Código de Trânsito Brasileiro – CTB e conforme o Decreto 2.327, de 23 de setembro de 1997, que trata da coordenação do Sistema Nacional de Trânsito;

Art. 1º. Para circular em vias públicas, os veículos deverão estar dotados dos equipamentos obrigatórios relacionados abaixo, a serem constatados pela fiscalização e em condições de funcionamento:

I)Nos veículos automotores e ônibus elétricos:

1)) pára-choques, dianteiro ....etc, etc
21) registrador instantâneo e inalterável de velocidade e tempo, nos veículos de transporte e condução de escolares, nos de transporte de passageiros com mais de dez lugares e nos de carga com capacidade máxima de tração superior a 19t;



Art. 2º. Dos equipamentos relacionados no artigo anterior, não se exigirá:

I) lavador de pára-brisa:
a) em automóveis e camionetas....etc, etc

III)Registrador instantâneo inalterável de velocidade e tempo:
a) nos veículos de carga fabricados antes de 1991, excluídos os de transporte de escolares, de cargas perigosas e de passageiros (ônibus e microônibus), até 1° de janeiro de 1999;
b) nos veículos de transporte de passageiros ou de uso misto, registrados na categoria particular e que não realizem transporte remunerado de pessoas;



A Resolução Nº87/1999, também é sobre o uso de tacógrafo, mas não alterou o Art. 2º inciso III, que como está escrito acima desobriga o tacógrafo para veículos categoria particular, sem transporte remunerado.

Tanto que na página da Polícia Militar do Estado de São Paulo está escrito o seguinte, sobre a obrigatoriedade do tacógrafo:

Veículos transporte de passageiros, com mais de dez lugares (ônibus e microônibus): TODOS, EXCETO os registrados na categoria PARTICULAR e que NÃO REALIZEM transporte remunerado de pessoas.


Para reforçar esta idéia, todas a legislações estrangeiras que pesquisamos, fazem distinção explicita entre veículos particulares e comerciais, sendo sempre mais brandas com veículos para uso particular.

Na Europa C.E. (Portugal e outros)
Existem várias situações de uso, que os veículos são dispensados de ter tacógrafo, veículos para uso agrícola, veículos que vão ser usados a no máximo 100 km da base, etc. (Aqui pela redação da lei brasileira, uma usina de álcool,uma fazenda,etc., que tenha um caminhão que vai trafegar somente da dentro da propriedade e seu entorno, teria que ter o tacógrafo !)

E ainda, para veículos que tenham que ter tacógrafo agora além de ter o tacógrafo, o mesmo tem que ser aferido pelo INMETRO, pois a partir de 2010, se o tacógrafo não estiver aferido, gera multa e até retenção do veículo !




Abaixo texto de um caso real relacionado com tacógrafos e motorhomes em Portugal.

Pesados autocaravana e o uso de tacógrafo.

O "REX" foi à inspecção e... chumbou. Isto porque não tinha feito a revisão do aparelhinho que regista os tempos de trabalho e repouso bem como as velocidades praticadas durante as suas deslocações, vulgo tacógrafo.

Tacografo em motorhome


Claro que de nada serviu assegurar que tinha informações fidedignas de que o mesmo não se aplicava às autocaravanas montadas em veículos pesados pois o técnico, solicito, depois de consultar mais uma vez a sua direcção, exibiu-me uma cópia da Lei onde constavam as isenções, não se encontrando lá mencionadas as ditas.
Vim-me embora levemente cabisbaixo pois no entanto essa foi a única iregularidade detectada o que afinal até já era uma vitória.
Aconselharam-me falar com o departamento de caravanismo do ACP de que sou sócio mas fiquei na mesma pois a senhora que me atendeu, muito simpáticamente, e passados alguns dias de ter contactado a Associação Portuguesa de Autocaravanismo, me informou que nem sequer tinha obtido uma resposta.
Mais ou menos conformado, marquei a dita vistoria na empresa onde o anterior proprietário tinha feito a sua inspecção mas, antes de aí me deslocar, lembrei-me que talvez não fosse má ideia lalar com "deus" já que com os "anjos" não tinha tido safa.

Liguei para o IMTT Instituto da Mobilidade e Transportes Terrestres), nova e ponposa designação da anterior DGV, onde fui surpreendido pela eficiência e competência do funcionário que me atendeu.

Um pouco incomodado com a atitude do centro de inspecções, referiu-me que lamentávelmente e com alguma frequência, os mesmo não sabem ler a legislação.
Claro que não tem de estar mencionado nas isenções pois não está sequer abrangido pelo âmbito da dita Lei, conforme explicitamente refere o seu artigo 2º, que especifica que a mesma se destina a regulamentar o uso de tacógrafo nos transportes rodoviários de mercadorias e/ou passageiros; foi a sua resposta.


Para não me alongar muito neste texto, e para que alguem eventualmente afectado pela mesma incompetência possa ultrapassar esta situação mais rápidamente, aqui deixo a informação.
E assim ficou eliminada a "mancha vermelha" que me tingia o REX:
"Tout est bien qui finit bien", e para apróxima, já sei!

Publicada por Rik Y Rishi em 11:35 08/04/09 em, Autocaravana 4x4 T REX em familia



Legislação completa:

Resolução 014/98     Resolução 087/99